GeralIndústria

Trocador de calor danificado: Principais problemas e causas

A função de um trocador de calor está no próprio nome e, sistemas de aquecimento e resfriamento, refrigeradores e equipamentos industriais usam os trocadores para garantir que o calor não vá para onde não deveria.

Se você não está familiarizado com o uso e função de trocadores de calor, pense no radiador do seu veículo e como ele é mantido cheio de água para evitar o superaquecimento do motor. O princípio é o mesmo para máquinas.

Problemas com o trocador de calor

Como acontece com todos os equipamentos, os trocadores de calor ficarão sujos em algum momento e portanto, precisarão ser limpos. Além disso, também podem ser danificados e/ou precisar de reparos.

Se o equipamento em questão parar de funcionar ou começar a expelir fumaça, por exemplo, é claro que algo não está funcionando corretamente. Porém, há outros sinais para que você saiba que pode ter problemas com seus trocadores de calor. Veja!

Emissões de monóxido de carbono

Se o seu trocador de calor estiver rachado ou danificado, pode emitir monóxido de carbono, o que pode ser fatal. Infelizmente, sem um detector de monóxido de carbono, é virtualmente impossível descobrir.

Agora se o detector for acionado, pode haver uma indicação de que o trocador de um determinado equipamento está rachado ou com defeito. Logo, encontrar e reparar qualquer problema no trocador pode evitar complicações e despesas extras.

Redução de produção

Um outro sinal de trocadores danificados ou sujos é a redução da produção do equipamento. Quando tubulações, bobinas e dutos ficarem obstruídos ou entupidos, o sistema terá que trabalhar mais para forçar a água ou o líquido resfriado para evitar o superaquecimento da máquina.

Esta poderia ser uma solução simples, como uma limpeza completa, mas também pode ser um sintoma de danos. Dessa forma, uma boa ideia é deixar que um profissional possa examiná-lo para garantir o tratamento correto para o problema.

Ferrugem e corrosão

Água, sal, ar e outros produtos químicos podem acumular-se e causar ferrugem e corrosão, tanto no interior como no exterior do equipamento.

Observar isso por dentro exigiria desmontar o equipamento, mas às vezes a ferrugem e a corrosão serão visíveis do lado de fora, nas laterais, na base e nas bordas do equipamento.

Portanto, é importante ter um cronograma para verificar regularmente o exterior das máquinas para evitar qualquer tipo de ferrugem ou corrosão entre limpeza e manutenção. Isso pode ajudar a identificar problemas antes que eles se tornem mais graves.

Sujeira, sedimento e poeira acumulada

Como foi explicado acima a respeito de ferrugem e corrosão, sujeira, sedimentos, poeira e fuligem podem ser visíveis do lado de fora do equipamento e podem ser um aviso de trocadores de calor danificados ou sujos.

É comum a coleta de poeira em torno de maquinário, mas a limpeza regular da área não apenas ajudará no aspecto de limpeza, mas também ajudará a evitar que alguns contaminantes entrem no equipamento.

Reconhecer e entender alguns sinais de alerta antecipados de trocadores de calor danificados ou sujos pode economizar tempo de produção, custos de energia e reparos.

Isso porque quando o equipamento para de funcionar, ele pode causar não apenas frustração, mas também um grande gasto, e mais, se o seu equipamento for industrial, o tempo de inatividade custará não apenas as peças e mão de obra, mas também a perda de produção e o salário dos funcionários.

Trocador de calor danificado: Principais problemas e causas
5 (100%) 2 voto[s]

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo